Os Dragões

(Dragon Age: World of Thedas Volume 1, tradução nossa)

 

Os dragões são criaturas reptilianas com respiração de fogo que vivem predominantemente no subsolo. Eles são classificados pelas várias formas que tomam à medida que envelhecem. Acreditava-se que os dragões haviam sido extintos há muito tempo, mas ressurgiram no final da Era Abençoada, levando a Chantria a nomear a próxima era em sua homenagem.

 

Dragão 

O termo “dragão” refere-se tecnicamente da fêmea adulta ao drake macho. Os dragões são rápidos, naturalmente blindados e comandam torrentes de fogo com a mesma facilidade que um homem saca uma espada. Por volta dos cem anos de idade, a cor das fêmeas escurece e as icônicas asas de suas espécies crescem. Naturalmente curiosos e agressivos, os dragões percorrem longas distâncias em busca de um covil. Este é o momento mais provável em que as espécies entrarão em conflito com as pessoas. Manter uma área livre de locais de nidificação apropriados, como ruínas abandonadas ou redes de cavernas abertas, pode encorajar a criatura a ir embora, mas os dragões são tão raros que poucos Thedosianos pensam em tomar precauções. Os dragões não falam, mas sua resiliência surpreenderá quem os considere ininteligentes.

 

Dragonling

Os dragões recém nascidos são aproximadamente do tamanho de um veado e vorazmente famintos. Eles vivem por um curto período de tempo na guarida da mãe antes de se aventurar como drake por conta própria. As criaturas esbeltas e sem asas nascem em grande número, mas apenas algumas delas chegam até a idade adulta.

 

 

Drake

Um drake é a forma madura de um dragão macho. Drakes são inteligentes, quase maliciosos, mas bestas ferozes. Uma vez completamente amadurecidos, os dragões machos procuram o covil das fêmeas adultas. Quando eles encontram uma, eles se mudam para seu covil e passam o resto de suas vidas lá, caçando por ela e defendendo sua cria. Drakes nunca desenvolvem asas – no máximo, as pernas dianteiras desenvolvem esporas vestigiais onde as membranas das asas poderiam ter surgido. Eles não precisam de asas poderosas porque, uma vez que se unem a ma fêmea, raramente viajam para longe de sua cova. Um Dragão Supremo terá uma dúzia ou mais de drakes guardando seus filhotes, lutando constantemente entre eles pelo direito de se acasalar. Eles defenderão agressivamente o seu ninho, e muitos aspirantes a caçadores de dragões se perderão na respiração ardente e golpes esmagadores de suas caudas. Drakes podem viver por um século, mas geralmente morrem muito mais cedo, enquanto defendem o covil.

 

 

Dragão Supremo

Uma fêmea adulta totalmente madura é conhecida como Dragão Supremo: um grande monstro alado lendário e o mais raro de todos da espécie. Dragões Supremos cavam maciças guaridas para ter espaço necessário para abrigar um harém inteiro de drakes, bem como ovos e dragonlings. Os Dragões Supremos raramente são vistos em Thedas. Essas criaturas passam a maior parte do tempo dormindo, se acasalam e vivem da presa que seus drakes fornecem. Quando um Dragão Supremo se prepara para botar ovos, ela emergirá de seu covil e levantará asas, voando por toda parte, devorando centenas de animais selvagens e gado ao longo de algumas semanas e deixando uma devastação ardente. Ela voltará para sua cova para depositar sua ninhada e não será vista novamente por muitos anos.

 

 

Referência

Texto traduzido e adaptado por Ivan Cardoso

Dragon Age: The World of Thedas, vol. 1, p. 163, 164

Imagens Dragon Age Wikia