A espada simboliza virtude, bravura e poder, e é um símbolo do estado militar. O poder que a espada representa tem um duplo aspecto: de um lado é destrutivo e pode ser uma destruição injusta, aplicada pela maleficência, e por outro lado é um construtivo e justo, podendo ser usada para estabelecer e manter a paz.

Enquanto emblema real, a paz e a justiça também são simbolizadas pela espada. Quando aparece associada à balança, a espada representa a separação do bom e do mal, golpeando o culpado.

A espada também é o símbolo do guerreiro e da guerra santa, além de símbolo das conquistas arianas. Neste sentido, a guerra santa refere-se à guerra interior.

O Apocalipse fala de uma espada de dois gumes que está relacionado ao duplo poder e ao dualismo sexual do macho e da fêmea. Neste aspecto duplo da espada, a sua representação, por vezes, designa a língua e a palavra, que assim como a espada, possui dois gumes.

A espada simboliza também, devido ao brilho da lâmina, a luz e o relâmpago. A espada aparece, em algumas mitologias, associada ao fogo. A espada usada pelos anjos que expulsaram Adão do paraíso era flamejante. A espada de fogo simboliza o combate pela conquista da libertação dos desejos, ela corta a escuridão da ignorância.

Luz, relâmpago e fogo, a espada é também raio de sol. De modo inverso, a espada está associada à água e a têmpera da espada é a união da água e do fogo, vinculando-se ao imagem do dragão.

 

Texto transcrito do Dicionário de Símbolos

 

Referência

http://www.dicionariodesimbolos.com.br/espada/