Anderfels

Anderfels é uma região flagelada no noroeste de Thedas mais conhecida por seu relevo acidentado e por ser o lar dos Guardiões Cinzentos. A Ordem foi primeiramente fundada aqui e o Forte de Weisshaupt no sul permanece sendo o centro de comando dos Guardiões em Thedas.

As criaturas sombrias são uma ameaça formidável e constante em Anderfels, mesmo na ausência de uma Podridão verdadeira. As pessoas da região, conhecidas como anders, são calejadas por passarem a vida inteira em guerra com as criaturas sombrias. Eles vivem em medo e vigilância contínua, e a nação é longe o bastante do resto de Thedas para que sua provação seja facilmente ignorada.

Os anders são vizinhos amargurados do Império de Tevinter que já governou a região. Na melhor das hipóteses, os anders se ressentem de seus antigos governantes – não que as criaturas sombrias lhes permitam ter a capacidade de criar conflitos com outras nações.

A escassa população de Anderfels é amplamente ignorada pelo rei em Hossberg, cujo foco é manter a ordem e um conforto relativo na capital. Para proteger o rei e reforçar suas leis existem os infames tribunais reais distribuindo justiça em nome da “absolvição”, pelo menos aos olhos do Criador.

Fora da cidade, a maior parte dos anders cuidam de si mesmos em pequenos vilarejos e postos avançados auto suficientes. O mais próximo que a área rural de Anderfels tem de uma autoridade verdadeira são os Guardiões, que mantém ao menos uma presença simbólica mesmo nos cantos mais afastados e inabitados da região.

Weisshaupt_(The_Fade)

História

Uma rebelião em Anderfels, até então parte do Império de Tevinter, culmina com sua separação em -695 da Era Antiga. Porém, a região é reconquistada por Tevinter em -535.

Em -305 da Era Antiga, depois de quase cem anos de uma guerra amarga contra as Criaturas Sombrias na Primeira Podridão, a ordem dos Guardiões Cinzentos é fundada e o forte Weisshaupt é construído.

Em 1:5 da Era Divina, Tevinter se vê obrigado a abandonar Anderfels em um esforço de proteger sua região central durante a Segunda Podridão. Anderfels já estava quase destruída em 1:33 quando o Imperador Kordillus Drakon resolveu levar seu exército para Weisshaupt, em auxílio aos Guardiões Cinzentos. A nação foi salva, convertida a Chantria e passou a fazer parte do Império de Orlais. Depois da morte de Drakon, seu sucessor Kordillus III não foi capaz de manter o Império unido e Anderfels se libertou novamente em 1:65 da Era Divina.

Em 5:12 da Era Exaltada, a Quarta Podridão teve início e se espalhou por Anderfels. As Criaturas Sombrias mantiveram o cerco a Hossberg durante sete anos. O então Rei Henault foi morto por um ogro durante a luta e a Rainha Mariwen assumiu a regência em nome de seu filho, uma criança na época. Sob a liderança de Garahel, Comandante de Campo dos Guardiões, a rede de suprimento das Criaturas Sombrias foi cortada e o cerco foi quebrado. A Rainha Mariwen se comprometeu a continuar ajudando na guerra em troca do apoio público de Garahel ao seu reinado (e de uma noite com ele). A batalha final ocorreu em Antiva, no ano de 5:24 da Era Exaltada.

GreyWardensArtwork

A Influência dos Guardiões

Os Guardiões Cinzentos mantém sua importância em Anderfels, mesmo que sua influência decline em outras nações. O maior número de Guardiões está aqui e eles retêm poder político igual ao de qualquer teyrn de Ferelden ou barão de Orlais.

O Primeiro Guardião, que vive em Weisshaupt, supostamente comanda os Guardiões Cinzentos por toda Thedas. No entanto, na prática o Primeiro Guardião está envolvido demais na política local para ser mais do que um símbolo para a Ordem, que depende dos Guardiões Comandantes para tomar grandes decisões que afetarão os seus territórios designados.

O Primeiro Guardião tradicionalmente atuava como conselheiro do rei de Anderfels. Nos dias atuais, contudo, o líder dos Guardiões tem criticado explicitamente o status quo e a monarquia como um todo. Alguns especulam que o Primeiro Guardião tem interesse no trono.

Kirkwall_Chantry_concept_art

Cultura em Anderfels

O antigo nome de Anderfels é Orthlands e seu povo era chamado de orth. Atualmente, orth se refere apenas a pessoas que vivem na região dos Montes Errantes e praticam escarificação de suas faces como parte de sua cultura.

Fora as tempestades de poeira e as criaturas sombrias, Anderfels é conhecido por sua arte e pela relativa devoção de seu povo. Os feitos de uma pessoa valem muito mais do que o nome que carrega.

A religião tem um papel particularmente significativo na vida da população, mesmo para os padrões orlesianos. Talvez seja pelo ar de desespero que paira pela região, mas a Chantria mantém uma presença forte e popular. Os anders estimam aqueles que reverenciam devotamente o Criador e quem não obedece suas leis – em extensão, as leis do rei – muitas vezes é punido com a morte na capital.

Poucos fazem a peregrinação para ver a magnífica estátua branca de Nossa Senhora, esculpida na superfície de Merdaine próximo a Weisshaupt, mas sua reputação milagrosa é amplamente disseminada. Fora essa, outras esculturas anders muito menores estão entre as mais valiosas e procuradas obras de arte de toda Thedas. As esculturas são especialmente populares dentro dos círculos de nobreza orlesiana. Sabe-se que os membros pagam preços exorbitantes por alguns exemplares. Isso tem sido assunto de grande controvérsia em Anderfels, já que os artistas não veem muito ou nenhum do dinheiro que seu trabalho arrecada. A maior parte dos rendimentos vai para os membros desonestos da Guilda dos Mercadores Anões como “taxa de manuseio”.

Anderfels_vista

Clima e Geografia

A paisagem árida de Anderfels conta com verões perigosamente quentes. Durante os meses mais frios, tempestades de areia tornam a atividade agrícola impossível.

Geograficamente, Anderfels é formada em grande parte por estepes e vastamente deserta. A capital é Hossberg, localizada ao noroeste de Weisshaupt. A área é limitada pelos Montes Errantes no norte, o Mar Colean no leste e o Império de Tevinter no sudeste. Na parte sul de suas fronteiras fica a Montanha Chifre do Caçador e o grande thaig de Kal-Sharok, antiga capital do império anão.

Povoados: Hossberg; Geltberg; Kassel; Laysh; Nordbotten; Qundalon; Sundarin; Tallo; Tallo’s Eye.

Traduzido e adaptado por Mey Linhares.

Fontes:

The World of Thedas Volume 1

Dragon Age Wikia