12596379_1072938336100758_1107195478_n

Jessica é analista de business intelligence, adora ler e está prestes a se casar. Cláudia é programadora e nas horas vagas, gosta de jogar RPG (tanto os de mesa quanto os eletrônicos). O que elas tem em comum é a paixão pela franquia Dragon Age e a dedicação ao cosplay. São conhecidas nesse meio como JessValkyrie e Tinúviel. Confira a entrevista com as thedosianas.

12071902_1072938289434096_1803519489_n

DAB: Há quanto tempo vocês fazem cosplay?
Jessica: Há 8 anos.
Claudia: Há 10 anos.

11998785_1072938292767429_1867887508_n
DAB: Como foi a descoberta da série Dragon Age?
Jessica: Em 2011, eu e meu noivo vímos o trailer do Sacred Ashes e achamos sensacional. Na época eu pensei que nunca conseguiria jogar esse game já que não tínhamos console da geração nem um PC muito bom. Mas meu noivo trocou o notebook dele e conseguimos rodar o jogo nas configurações mínimas, o que não diminuiu em nada o impacto que Dragon Age Origins teve em nossas vidas. Fiquei encantada pela história, maravilhada pelos companheiros, pelas reviravoltas. Todos os elementos que eu amava em um RPG estavam lá, só que desenvolvidos de forma madura e muito competente, com uma lore incrivelmente trabalhada. Considero Dragon Age Origins (ao lado de Inquisition) como um dos melhores games que já joguei na vida.
Claudia: Lá em casa eu e meu irmão gostamos muito de RPG, então estamos sempre comprando algum. No caso de Dragon Age, foi ele que comprou o Origins e foi me mostrar, falando que eu com certeza iria curtir. Ele acertou em cheio 

2

DAB: O que as influenciou na escolha de encarnar a Inquisidora e Morrigan? Já pensaram em fazer cosplay de outros personagens de Dragon Age?
Jessica: Eu já tenho o cosplay da Lady Hawke (Rogue – Champion of Kirkwall set – Finesse Daggers) e estou fazendo lentamente o cosplay da Human Noble Rogue do início do Origins (por enquanto tenho só o par de adagas de ferro). Quanto à motivação, eu entendo que a Bioware nos dá opção de escolhermos se nossos protagonistas serão homens ou mulheres. E é isso que eu acho legal: as mulheres não ficam devendo em nada para os homens. Ambos tem o papel de salvarem o mundo e o fazem com competência. Tem suas inseguranças, seus momentos em que tudo parece que está perdido, também tem que tomar decisões na vida amorosa e pensar que tudo o que fizer vai influenciar o mundo. Inquisidora representa pra mim uma mulher forte, batalhadora, que consegue ser delicada, romântica, diplomática e intimidadora sem perder a coragem e no meu caso, a fé por Andraste (minha Inquisidora é devota à Chantria). Sobre outros personagens além dos principais, não pensei em fazer outros. Pretendo aprimorar os cosplays que já tenho em projeto (minha Guardiã Cinzenta, Hawke e Inquisidora).
Claudia: Eu me apaixonei pelo Dragon Age Origins, joguei ele até platinar, fiz vários finais, enfim, joguei muito, então não poderia deixar de fazer um cosplay do jogo. Enquanto jogava, me afeiçoei muito a Morrigan, gostei da personalidade forte dela, mas que ao mesmo tempo tem um lado ingênuo por não ter tido convivência com outras pessoas, além da Flemeth. Gosto muito também do visual dela, meio rústico, embora preferia que tivessem feito o design com a parte de cima um pouco mais tampada rs. Além da Morrigan, gosto muito também da Cassandra, quem sabe mais para frente rola um cosplay dela 

12380515_1072938329434092_388608701_n
DAB: Vocês são responsáveis pelo Dragon Age Keepers, um grupo de cosplayers, cosmakers e colecionadores. Como ele surgiu e qual seu objetivo?
Jessica: Somos amigos há um bom tempo e em uma das conversas pensamos que poderíamos mostrar Dragon Age a um público específico. No ano passado eu participava de um grupo de cosplayers de Assassin’s Creed e quando fizemos uma sala temática fomos bem recebidos. Então sugeri para que tentássemos obter novamente uma sala temática de Dragon Age. Escolhemos um nome para o grupo, nos inscrevemos e no final deu tudo certo. Outra coisa que impulsionou o grupo foi os planos de meu casamento temático cuja cerimônia será altamente influenciada pelo game.
Claudia: Nós já estávamos muito na vibe de Dragon Age, como a Jéssica falou, então quando ela sugeriu montarmos uma sala, todo mundo topou. Foi uma experiência bem legal que nos proporcionou conhecer muitos outros fãs da série e fazer nossos amigos, claro, além de “converter” algumas pessoas ao caminho de Andraste rs.

12833450_1072938346100757_111060037_n
DAB: Vocês tem outro projetos, atuais ou futuros, relacionados ao Dragon Age?
Jessica e Claudia: Sim! Conhecemos alguns fãs de Dragon Age no Up!ABC que toparam participar de um grupo de cosplayers para comparecermos à Brasil Game Show no dia 3 de setembro de 2016. Por enquanto, estamos em 12 participantes (a maioria escolheu cosplays relacionados ao Inquisition) e organizaremos multirões para ajudar os menos experientes a confeccionar os cosplays. Não sei se no fim todos conseguirão finalizar a tempo, mas nós, do Dragon Age Keepers, estaremos lá devidamente caracterizados! Fora isso, aos poucos estamos aumentando nossas coleções e queremos participar de outros eventos, seja com sala temática ou com nossos cosplays, representando o grupo. Além de outros photoshoots e do casamento temático da Jessica em 2017.