the_breach_wallpaper_by_aeschylusshepherd-d85rxvg

O que significa furar o véu que separa nosso mundo dos reinos do sonho e demônio? Para o homem e a mulher comuns, já é um pensamento assustador apenas considerar quão frágil essa separação realmente é. O véu não é uma cortina física, não é uma estrutura limitada a um lugar em particular. Ele está em todos os lugares. Está nos lares, nas ruas que andamos, nos campos que aramos, e também nos vales das montanhas mais remotas. A qualquer momento pode ser despedaçado, permitindo que demônios e outros horrores transbordem em nosso mundo como uma represa que se rompe. A tradição nos conta que pequenas fissuras podem ser seladas… Mas e quanto a uma grande? E se um evento mágico catastrófico criasse uma fissura tão grande e horrível que enfraquecesse a integridade do véu como um todo? Uma “brecha” como essa ameaçaria o mundo inteiro, transformando as preocupações com as invasões ocasionais de demônio em anedotas engraçadas quando comparadas aos monstros que enfrentaríamos. Se há alguma coisa a ser feita, alguma razão para encararmos a magia com medo, mais do que por qualquer outra coisa é por essa possibilidade.

– De A Verdadeira Ameaça da Magia, Escrito pela Dama Investigadora Alandra Vael

Agradecimentos a Nicolas Carneiro.