Quando um elfo Dalishiano atinge certa idade é marcado com tatuagem intrincada que representa um dos deuses do Panteão Élfico. A tatuagem Vallaslin é precedida pela meditação sobre os deuses e os caminhos do Dalishiano, e por purificação do corpo e da pele. Não se sabe se essa prática fazia parte do culto aos deuses élficos na antiga Elvhenan ou é um desenvolvimento mais recente.

Em Dragon Age Inquisition Solas revela que o Vallaslin é de fato uma prática que foi usada pelos nobres para marcar seus escravos em tempos de antiga Arlathan, com cada padrão representando o deus favorecido pelo mestre do escravo.

Vallaslin